Em chamada geral, comando apresenta diagnóstico institucional e Planejamento Estratégico

Início / Notícias Criado em: 11-08-2023 às 16h:55

Quase 90% dos que responderam a pesquisa recomendam a instituição como um ótimo lugar para trabalhar 

O comando do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) realizou entre os meses de junho e agosto um encontro com o efetivo da instituição. O comandante-geral do CBMMG, coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, conversou com os militares sobre o Diagnóstico Institucional, seus resultados e como eles poderão contribuir com o planejamento para os próximos anos.

A reunião do comandante com a tropa aconteceu em todo o estado, primeiro na sede dos Comandos Operacionais de Bombeiros (COBs), Comando Especializado de Bombeiros (CEB) e Batalhão de Operações Aéreas (BOA). Nas duas últimas etapas, realizadas no auditório JK da Cidade Administrativa e Academia de Bombeiros Militar, o encontro contou com as cinco seções do Estado-Maior, Diretorias, Auditoria Setorial, Assessoria de Assistência à Saúde, Academia de Bombeiros Militar, Centro de Suprimento e Manutenção, Centro de Atividades Técnicas, Centro de Operações de Bombeiros e Ajudância Geral.

O comandante-geral falou sobre a transição de comando, o planejamento e a preparação para os trabalhos a partir da perspectiva identificada no diagnóstico institucional participativo da tropa. O “Diz Aí!” é o mais amplo instrumento de feedback entre o comando do CBMMG e a tropa já implementado na corporação.

Diz Aí! 

O Diz Aí! contou com a participação de mais de 2.500 bombeiros de todo o estado, sendo a maioria da atividade fim. A tropa respondeu a vários questionamentos de forma anônima, oferecendo privacidade para que os participantes pudessem opinar com franqueza sobre a gestão.

A pesquisa revelou que 97% dos que responderam estão satisfeitos com o ambiente de trabalho e 95% se sentem satisfeitos com as relações interpessoais. Passa dos 90% também aqueles que consideraram que a carga horária atende aos anseios. E pelo menos 87% recomendariam a instituição como um ótimo lugar para trabalhar.

Sobre os pontos de atenção, foi citada a necessidade de evoluções nas estruturas físicas dos quartéis, frota e equipamentos. E também foi pontuado que a tropa concorda em aumentar a capilaridade no estado, mas entende que tal expansão deve acontecer em sinergia com investimentos humanos e logísticos.

Plano de Comando 

O Cel Erlon apresentou detalhes sobre o próximo Plano de Comando, que será lançado em breve, e comentou de sua satisfação em saber que mais de 60% da tropa tem conhecimento do planejamento estratégico e sua importância para a organização interna, gerenciamento, bem como para promover o melhor desempenho no serviço prestado à população.

Além do bate papo do comando com os militares, na oportunidade, o major Marcos Viana apresentou detalhes sobre o próximo Planejamento Estratégico, falou sobre gestão de recursos, definição de metas, mensuração de riscos, diagnóstico, entre outros assuntos. Ele destacou também o lançamento do Caderno de Indicadores, as ações de captação de recursos e a previsão orçamentária.

Salvar

A major Adriana Rodrigues de Souza, diretora-presidente da Fundação Salvar discursou sobre a fundação, apresentando mais uma vez seus propósitos de promover o desenvolvimento de tecnologias alternativas, a modernização de técnicas e sistemas de gestão, investimento em pesquisa cientifica, entre outras iniciativas que fortalecerão cada vez mais a corporação e, por consequência, a qualidade do serviço operacional.