CBMMG forma 12 oficiais no Curso de Comandante de Operações Aéreas

Início / Notícias Criado em: 20-08-2021 às 16h:57

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), em solenidade nesta sexta-feira (20), formou 12 militares do Quadro de Oficiais Bombeiros Militar (QO-BM) no Curso de Comandante de Operações Aéreas (CCOA).

Criado em 2018, o Curso tem como objetivo qualificar militares para as atividades de piloto de aeronave do CBMMG, bem como exercer as diversas atribuições decorrentes da atividade aérea.

O curso é composto por 2 módulos, com duração de 50 dias letivos e uma carga horária de 400 horas-aula. Durante a formação, os militares tiveram contato com disciplinas operacionais com o viés da atividade aérea e também disciplinas teóricas próprias da aviação.

Dentre as disciplinas destaca-se o regulamento de tráfego aéreo; conhecimento técnico de mecânica e manutenção de aeronaves; meteorologia; teoria de voo; navegação, APH; combate a incêndios florestais; métodos de controle de espaço aéreo; manobras aquáticas; manobras em altura; operações de equipamentos especiais; radiofonia aeronáutica, dentre outras.

Foram intensos 3 meses de curso, com aulas teóricas e práticas que exigiram grande esforço e sacrifício desses discentes, que hoje aqui se encontraram para fechar esse primeiro ciclo.

Os militares que se formam hoje estarão em condições de tripular as aeronaves da Esquadrilha Arcanjo tendo como função o comandamento das Operações Aéreas.

A solenidade contou com a presença do comandante-geral do CBMMG, coronel Edgard Estevo da Silva, e demais autoridades militares e civis. O comandante destacou a importância da formação dos oficiais para os novos desafios frente ao salvamento aéreo e demais missões nos ares de Minas.

Atuações históricas

Os pilotos do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, lotados no Batalhão de Operações Aéreas (BOA), realizaram diversos voos importantes que ficaram eternizados na memória da corporação como nas operações de Mariana e Brumadinho, incêndio em escola de Janaúba, resgates em cachoeiras e picos, transporte de órgãos e aeromédico, distribuição de vacinas e numerosas ocorrências que se destacaram pelo excepcional domínio da aeronave em situações extremas.