Campanha Maio Amarelo - Prevenção de acidentes

Início / Notícias Criado em: 09-05-2022 às 10h:52

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), por meio do 3º Batalhão de Bombeiros Militar (3º BBM), ministrou neste sábado (7), uma palestra com o tenente Tadeu e o sargento Keiser, sobre prevenção de acidentes, voltado para motociclistas. A iniciativa faz parte da campanha Maio Amarelo, organizada pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) em conjunto com as Forças de Segurança.

Cerca de 120 motociclistas participaram da instrução que abordou os seguintes temas:

- Necessidade passagem de informações para uma triagem correta no acionamento Cobom;

- Questões: sociais, legais, judiciais e morais envolvendo acidentes com motociclistas e segurança de crianças próximos às escolas;

- Preparação segura para condução da motocicleta;

- Isolamento em locais de acidentes, acionamento de socorro via 193 e preservação da integridade das vítimas.

A campanha

No mês que traz mobilizações mundiais, as corporações mineiras realizarão diversas ações para alertar a população sobre os impactos dos acidentes de trânsito. Debate de temas como conscientização e prevenção estão na programação.

Os profissionais também estarão em bares, restaurantes, escolas, praças, ruas e rodovias, com trabalhos de conscientização. O serviço de orientações junto a motociclistas, com distribuição de antenas para evitar acidentes com cerol, fortalecerão as operações repressivas.

Ações pelo CBMMG

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais já atua em várias frentes voltadas para a prevenção de acidentes, sendo uma de suas mais importantes iniciativas o treinamento implementado pelo 1º Comando Operacional de Bombeiros (1º COB), Motociclista Seguro. Focado em reduzir o impacto dessas ocorrências, o CBMMG, com empenho da equipe do 1ºCOB, criou uma comissão para estudar formas de mitigar os danos humanos e financeiros., provocados pelos acidentes. 

O treinamento é voltado para motociclistas civis, sobretudo aqueles que utilizam a motocicleta como ferramenta de trabalho (entregadores e motofretistas), e também aqueles que deslocam para o trabalho em motocicletas, buscando conscientizá-los sobre os aspectos da pilotagem segura e da direção defensiva, auxiliando na redução dos acidentes no trânsito.