ABM realiza solenidade de entrega da gandola ao CFSd

Início / Notícias Criado em: 08-02-2024 às 16h:41

Na manhã desta quinta-feira (8), a Academia de Bombeiros Militar (ABM) realizou a solenidade de entrega do fardamento aos militares do Curso de Formação de Soldados 2023/2024. A entrega da gandola, uma das peças do fardamento operacional, representa o início de mais uma conquista na formação dos futuros soldados que avançam mais um passo na caminhada de ensino.

Na ocasião, estiveram presentes o deputado federal Pedro Aihara, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, além de outras autoridades militares e civis.

Durante a entrega da gandola o público presente testemunhou um momento de muita emoção, onde os padrinhos e madrinhas escolhidos pelos soldados alunos compartilharam desse ato marcante na trajetória dos futuros soldados do fogo.

O deputado, em seu discurso, se mostrou bastante emocionado por estar de volta à Academia e frisou que este momento ficará marcado na vida dos novos militares. “Esta farda que vocês passam a envergar e vestir neste momento, certamente vocês também a vestirão no coração e na alma. Agora vocês passam a ostentar no braço um distintivo de uma corporação mais que centenária, respeitada nacional e internacionalmente pelo seu compromisso com a população, pela abnegação e sacrifício do povo mineiro.”  

Em seguida, o comandante-geral, em seu pronunciamento, exaltou a atuação de Pedro Aihara enquanto bombeiro militar, usando a farda laranja em Brumadinho, e contou um pouco da história da evolução do fardamento ao longo do tempo. Ele também falou sobre a importância deste dia para os alunos. “O fato de vocês estarem vestindo este fardamento operacional neste pátio, hoje, significa que vocês não têm mais dúvida do que querem ao final da formação. Querem ser bombeiros! Vão participar de uma das maiores operações que é a Operação Carnaval, em que todos os militares em condições de emprego estarão disponíveis para servir a população.”

Por fim, a tropa formada desfilou em continência ao comandante-geral, maior autoridade militar presente, demonstrando ao público um dos atos militares mais vibrantes e marcantes da rotina acadêmica.